28 de abril – Mobilização da base CUTista em memória às vitimas de acidentes e doenças do trabalho


             Ato em SP pede humanização das perícias médicas. Em alusão à data também será assinado o Plano Nacional de Saúde do Trabalhador

CUT Nacional
A celebração do dia de 28 de Abril – Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentesde Trabalho - surgiu no Canadá, por iniciativa do movimento sindical, como ato de denúncia e protesto contra as mortes e doenças causados pelo trabalho, espalhando-se por diversos países. Esse dia foi escolhido em razão de um acidente que matou 78 trabalhadores em uma mina no estado da Virgínia, nos Estados Unidos, no ano de 1969.


Embora desde 2003 a OIT, consagre a data à reflexão sobre a segurança e saúde no trabalho, o movimento sindical cutista, mantém o espírito de denúncia e de luta que a originou, dando visibilidade às doenças e acidentes do trabalho e aos temas sobre Saúde do Trabalhador em discussão na agenda sindical.

Nas celebrações deste ano denunciaremos as mortes causadas pelo trabalho como expressão mais contundente da violência sofrida pelos trabalhadores e trabalhadoras, mas também daremos visibilidade aos transtornos mentais e à dificuldade de reconhecê-los como acidente de trabalho, em especial às barreiras impostas pela pericia médica do INSS. A campanha pela Humanização das Perícias, lançada no ano passado, continua na ordem do dia.

Estão previstas duas atividades na agenda nacional, ambas no dia 27/04:
-Ato de Denúncia das Mortes e pela Humanização das Perícias Médicas do INSS, em conjunto com a Estadual da CUT em São Paulo, das 09h às 13h, na cidade de São Paulo, em frente à agência do INSS, no viaduto Santa Ifigênia,  no qual esperamos contar com a presença maciça dos sindicatos e instâncias CUTIstas.

- Solenidade de assinatura do PLANSAT, Plano Nacional de Saúde do Trabalhador, elaborado pela Comissão Tripartite de Saúde e Segurança no Trabalho, da qual participarão os dirigentes que representam a CUT nesta comissão;
A exemplo de anos anteriores, nesta data vamos denunciar as péssimas condições de trabalho a que são submetidos os trabalhadores e trabalhadoras de todos os setores produtivos  e cobrar dos empresários e do poder público a responsabilidade por desenvolver programas de prevenção e de promoção de saúde.
As Estaduais da CUT também estão se organizando para desenvolver atividades, articulando suas demandas locais, com o eixo nacional de  denúncia das mortes e  dos transtornos mentais causados pelo trabalho e a Campanha pela Humanização das Perícias Médicas do INSS.

Conclamamos a base cutista a fortalecer as atividades desenvolvidas nesta data e a usar criativamente os nossos recursos políticos e organizativos para dar visibilidade a este grave problema vivido por trabalhadores e trabalhadoras de todos os setores produtivos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário